Radio Havana Cuba

Uma voz de amizade que percorre o mundo

  • Siga-nos em

#NoMasBloqueo #SolidaridadVsBloqueo

Bolívia: vantagens do satélite Tupac Katari

Por Maria Josefina Arce

Lançando ao espaço em 2013 o Tupac Katari, a Bolívia entrou na lista de nações latino-americanas que possuem um satélite próprio. Os bolivianos não podiam sequer sonhar com alguma coisa assim antes de 2006, data em que assume a presidência Evo Morales que promove profundas transformações em seu país.

Após três anos de exploração, o Tupac Katari traz múltiplos benefícios para a sociedade. Por exemplo, perto de dois milhões de habitantes das zonas rurais foram favorecidos pelos serviços do primeiro satélite boliviano.

Além disso, os serviços de telecomunicações pouparam doze milhões de dólares ao país desde abril de 2014.

O satélite é operado por técnicos e engenheiros bolivianos treinados na China e trabalha em três frequências. A primeira cobre boa parte do território boliviano em serviços de internet; a segunda tem a ver com emissões radiofônicas e comunicação, e a terceira é para alugar diferentes tipos de transmissões aos países vizinhos.

Seu cliente principal é a Empresa Nacional de Telecomunicações, que ocupa perto de 50 por cento da capacidade, utilizada para ampliar a cobertura em serviços de telefonia celular, televisão via satélite, centrais de televisão e internet.

Segundo os especialistas, esta tecnologia é a melhor opção para que todos os bolivianos tenham acesso aos serviços de telecomunicações.

As vantagens do Tupac Katari também envolvem as áreas de saúde e educação. Por exemplo, o Projeto Telesalud, ou Telesaúde, do Ministério da Saúde, ligado a satélite, está presente nos 339 municípios da Bolívia, com 345 médicos em total, como parte operativa do programa.

A Tele-educação é outra opção, para que os bolivianos que vivem no exterior possam usufruir do ensino online em seu país, e um morador da área rural possa ter acesso às aulas por essa via sem necessidade de percorrer longas distâncias.

Para a implementação do programa de educação a distância se capacitaram pessoas que estão estabelecidas em países como Espanha, Argentina e Brasil.

As aspirações do governo boliviano, porém, são mais ambiciosas, levando em conta os numerosos benefícios que o Tupac Katari gerou em três anos de vida. Seu lançamento, aliás, foi qualificado pelo presidente Evo Morales como um acontecimento histórico porquanto representa um passo a mais no desenvolvimento do país.

Por isso, os especialistas já estão trabalhando na colocação em órbita de um segundo satélite, o que poderia acontecer entre 2019 e 2020.

Os bolivianos estão pensando num satélite mais moderno que o primeiro, com maior capacidade e aplicações, para continuar avançando no melhoramento da qualidade de vida de cada cidadão, uma meta do governo que preside Evo Morales.

Editado por Maite González Martínez
Comentários
Deixe um comentário
Contador de Visitas

3983226

  • maxima: 19729
  • yesterday: 4001
  • today: 2295
  • online: 173
  • total: 3983226